quarta-feira, abril 05, 2006

Lucros: uma questão de sobrevivência

João Miranda, neste post, relaciona os lucros da banca com a sua capacidade de financiar os agentes económicos (empresas e consumidores). É um aspecto importante da questão, mas, quanto a mim, não o essencial.
A maioria das pessoas e empresas que investem na banca, seja directamente, através da aquisição de acções, seja indirectamente, através da subscrição de fundos de investimento ou fundos de pensões, procura apenas um retorno financeiro. E quando investem na banca, fazem-no em detrimento quer de outros produtos (depósitos bancários e seguros de poupança, por exemplo), quer de outras empresas ou sectores de actividade.
Caso a banca não apresente um elevado nível de lucros, e não pague dividendos de valor igualmente elevado, defrauda as expectativas dos seus investidores. Estes, por isso, não só não se sentirão motivados para acompanhar eventuais aumentos de capital – inibindo a capacidade de crescimento da banca – como procurarão alternativas mais rentáveis, desinvestindo. O desinvestimento tem como consequência imediata a desvalorização da cotação das acções, tornando os bancos vulneráveis a aquisições hostis.

Em resumo: os lucros "escandalosos" da banca, são, pura e simplesmente, uma questão de sobrevivência.

NG

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

This is very interesting site... »

2:38 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

You have an outstanding good and well structured site. I enjoyed browsing through it camoflage+floor+mats Antidepressants and dementia Chrysler voyagers for sale buckinghamshire 1995 ford f-250 Genuine saab floor mats

1:14 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home