quarta-feira, março 08, 2006

Entroncamento

(...) A meio caminho da estação com correspondência com “Mais Tempo”, desviou-se o combóio para uma aparente Estação Terminal. A estação era grande, muito grande. Enorme, brutal. O número de linhas era infinito e os destinos infinito mais um. Havia pessoas de todos géneros, raças e credos. E claro, alguns milhões de benfiquistas.

Perdeu-se. Todos se perdiam na Estação Central e ela não ia ser excepção, mas com paciência e perseverância encontrou o seu destino num dos gigantescos quadros da secção H, da sala 86 do Lobby Sul. Escolheu-o sem grandes dúvidas e partiu com um sorriso suave e confiante nos lábios já secos pela idade.


Três anos passados, olha para esse dia de olhos vidrados. Os mesmos olhos que observam todos os dias as suas princesas. Hoje estão todas juntas, as princesas e os príncipes em quem sempre confiou para a tarefa que mais trabalho e prazer lhe deu. As gémeas tinham agora quatro anos e disputavam com a neta mais velha, já com cinco, um daqueles brindes que vêm nos gelados de copo. A filha mais velha tentava meter a ordem possível entre as primas, chamando à razão a mais velha e mais irrequieta de todas. O Príncipe mais novo, rico em recursos fantasistas e caretas animadas, brincava com a mais nova das princesas, de 2 aninhos, levando-a a uma gargalhada contagiante, para delícia da sua filha mais nova, mãe de mais uma menina deliciosamente expressiva.

Riu e disse: - "Tão lindas !"

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

tão lindas são as minhas netas.
Obrigado meu Deus por me teres abençoado.
São estes pensamentos que lhe atravessam a mente e que tentam confortá-la no desespero de quem sabe, lá no fundo do seu coração, que vai perder a aventura que é o crescimento das netas.
Obrigado, digo eu, por me teres dado a melhor mãe do mundo. A mais atenciosa, a mais compreensiva e mais companheira de todas.
Nunca te vou perder, porque viverás sempre dentro de mim e dentro das tuas netas que, embora pequeninas na idade, nunca te vão esquecer.
Acredito que és um anjo que sempre nos iluminarás e que sempre estarás connosco para o bom e para o mau que a vida nos vai oferecendo.
Obrigada, digo eu, por seres quem és.

10:42 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

best regards, nice info »

1:01 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home